UFF…

 

Pela mão da Professora Dª. Zilda Matos pisei pela primeira vez um palco para cantar “ O SOLDADO NA TRINCHEIRA”.  Depois  disso,  nunca mais deixei de frequentar os palcos,  com mais ou menos assiduidade fazendo de tudo um pouco no que concerne na organização de espetáculos.  Aprendi  muito com várias  pessoas  mas seria ingrato não referir o Sr.José Gonçalves  Moreira que foi  a pessoa que mais me incentivou e ensinou na arte de Moulière .

Um dia surgiu no Grupo Nun`Álvares um grupo de jovens com o nome ” Vitrine” que foi integrado  na Secção Teatral, absorvendo os elementos já existentes nesta atividade. O trabalho foi desenvolvido numa espécie de  cooperativa de conhecimento e a obra foi saíndo. Saía e pelos vistos agradava,  pois as salas ficavam sempre cheias e a procura excedia a oferta de lugares. Este facto,  mais os aplausos no final dos espetáculos e as palavras de incitamento davam-nos ânimo e força  para continuar.

No entanto um assunto nos entristecia: os meios de comunicação social locais ( infelizmente hoje reduzidos a um) não faziam  notícia nem crítica aos nossos trabalhos. É verdade que  amador  que se preza,  é mais sensível   e gosta de ver o seu trabalho difundido e criticado.

Pela minha parte não escondo que  gostava de ver estampada nos jornais da nossa terra a notícia destes eventos com crítica positiva ou negativa que contribuísse  de alguma maneira para corrigirmos ou melhorarmos o nosso trabalho.

Até que a notícia chegou…

O TEATRO VITRINE DO GRUPO NUN´ÁLVARES  FOI SELECIONADO PARA  INTEGRAR A FASE FINAL  DO FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO AMADOR.

Assim no dia 3 de Março  do corrente ano iremos apresentar o nosso espetáculo                          “ BOLINBROOK” (com a inclusão de alguns alunos da Cercifaf),  num conjunto de 8 grupos selecionados a nível nacional.

Ficamos mais descansados e  conscientes de que andamos a pisar bons caminhos.

UFF…

GRELHA DE ESPECTÁCULOS ~ CONCURSO NACIONAL DE TEATRO – PÓVOA DE LANHOSO 2012                 

3 de Fevereiro [sexta-feira]

TeatroCasca de Nós – Ermesinde

“O dia em que me Queres – viagem pelo país da poesia”

A partir de vários textos de poesia.

4 de Fevereiro [sábado]

AssociaçãoSorriso do Atlântico – Funchal

“Salvo-conduto”

de João Ricardo Aguiar

10 de Fevereiro [sexta-feira]

 Teatro de Ensaio Raul Brandão – Guimarães

“O Assassinato de Agra, Estória de Cordel”

de Elvira Oliveira

11 de Fevereiro [sábado]

 Teatro Nova Morada – Oeiras

 “A hora zero”

de Cleiber Andrade

17 de Fevereiro [sexta-feira]

 Agaiarte – Associação Gaia Arte Estúdio – Vila Nova de Gaia

“O Dia Seguinte”

de Luíz Francisco Rebello

18 de Fevereiro [sábado]

 Grupo de Animação e Teatro “Espelho Mágico” – Setúbal

“Pinóquio”

Adaptaçãolivre de Céu Campos da obra de Carllo Colodi

24 de Fevereiro [sexta-feira]

 Contacto – Companhia de Teatro Água Corrente – Ovar

“Gradim à Janela da Ausência”

de Manuel Ramos Costa

25 de Fevereiro [sábado]

 GETAS Centro Cultural – Sardoal

“A Casa das Alba”

A partir do texto de Federico Garcia Lorca

2 de Março [sexta-feira]

 Grupo de Teatro Vitrine – Fafe

“Bolingbrook”

Adaptação do texto de Martins Pena

03 de Março [sábado]

 CERIMÓNIA DE ENCERRAMENTO

BláblábláTeatro Jovem de Campo Maior – Campo Maior

“Terror e miséria”

Adaptação do texto de Bertold Brecht

 

Orlando Alves

Comments are closed.