Archives for 

Coral Santo Condestável

CONCERTO CORAL DE PRIMAVERA

O Grupo Nun’Álvares convida os Associados e Público em geral a assistir a este espetáculo, cujos bilhetes estão à venda no Posto de Turismo de Fafe.

XVII Concerto Coral de Primavera

A não perder!…

CORAL SANTO CONDESTÁVEL EM GULPILHARES

 

A convite do Coral de Gulpilhares (Vila Nova de Gaia), o Coral Sato Condestável participou, em 5 de abril, no Concerto de Primavera que teve lugar no Auditório de Gulpilhares. Participou, também, o Orfeão de Arouca.
O público que compareceu em grande número, certamente não deu seu tempo por perdido já que se viveu um bom momento musical proporcionado pelos três grupos presentes.
O Coral Santo Condestável foi dirigido pelo seu maestro, prof. Francisco Ribeiro, e em alguns números foi acompanhado, a piano, por Verónica Costa.
No final houve um bom convívio entre todos os participantes.
Parabéns ao Coral de Gulpilhares por esta realização.

PARA REFLETIR …

Um fim de semana cheio de atividade, que além da satisfação pelo movimento gerado, nos poderá levar também a alguma reflexão.

Mas primeiro comecemos por nos regalar com o que aconteceu durante o fim de semana.

No início da manhã de sábado ultimaram-se alguns promenores técnicos das patinadoras que iam apresentar-se a provas durante o fim de semana e preparou-se o pavilhão para receber a competição. Também de manhã, rumou a Santo Tirso a equipa de futsal de Benjamins para disputar a jornada do campeonato distrital contra o Colégio das Caldinhas às 10 horas.

...mais que uma equipa... uma família!...

…mais que uma equipa… uma família!…

Pelas 15 horas começaram os testes de iniciação e testes por disciplina (Patinagem Livre, Figuras Obrigatórias, Solo Dance e Pares de Dança), uma prova da Associação de Patinagem do Minho organizada pela Secção de Patinagem do Grupo Nun’Álvares. Cerca de 200 participantes, entre atletas, técnicos e dirigentes, distríbuidos por 10 clubes. Esta prova teve também uma assistência estimada de 750 pessoas.

Ao mesmo tempo, saía a equipa de futsal infantil rumo a Vizela, para disputar o seu encontro a contar para o campeonato distrital com o Desp. Jorge Antunes, e o Teatro Vitrine em direção a Santo Tirso,  para, no Auditório Eurico de Melo, apresentar uma peça de teatro cuja bilheteira, que passou 300 bilhetes, reverteu a favor duma colónia balnear. De referir que, pelos aplausos no local e as reações nas redes sociais, o espetáculo foi um grande êxito.

...mais que uma equipa... uma família!...

…mais que uma equipa… uma família!…

...mais que uma equipa... uma família!...

…mais que uma equipa… uma família!…

Quatro horas mais tarde saía o Coral Santo Condestável para, em Gulpilhares, juntamente com o Coral de Gulpilhares e o Coral de Arouca, apresentarem um concerto de música coral numa casa também completamente cheia.

...mais que uma equipa... uma família!...

…mais que uma equipa… uma família!…

Para finalizar o dia, a equipa de futsal Senior Masculino apresentou-se no nosso pavilhão para cumprir a jornada do Campeonato Distrital contra a equipa de S. Mateus, vencendo por 5 a 4.

...mais que uma equipa... uma família!...

…mais que uma equipa… uma família!…

No dia seguinte e pelas 11 horas recomeçaram os testes de patinagem que decorreram até às 20 horas, sendo visível na cara dos atletas a alegria de dois dias bem passados, fomentando a camaradagem e companheirismo e a satisfação dos familiares por proporcionarem este bem estar.

Como é que tudo isto é possível? Toda esta atividade acarreta despesa. Quem paga? Como se paga? É que, manter a estrutura operacional, água (quente), eletricidade, limpeza, transportes (próprios ou alugados), telefone, internet, secretaria, consumíveis, etc., custa dinheiro.

A par dos custos, felizmente ainda temos o trabalho daqueles que voluntariamente vão dando o seu contributo para que estas atividades se desenrolem.

Termino, fazendo um pedido a quem teve a paciência de ler este meu escrito: Reflitam comigo.

O Presidente da Direção
Orlando Alves

“CANTAR DE REIS 2014” terminou em grande

É já tradição do Coral Santo Condestável e Setor Musical unirem-se para o Cantar de Reis ao longo do mês de janeiro.

Indiferentes ao vento, chuva ou frio das noites invernosas, fizeram-no com entusiamo porque este é o tempo de manter a tradição, levando a muitos lares e instituições e Fafe a mensagem de paz e alegria que o Natal nos traz. Para além disso, o momento é propício à divulgação do Grupo Nun’Álvares e suas atividades junto da população local e, porque não, à angariação de ofertas que ajudem a colmatar as inúmeras dificuldades sempre sentidas por quem assumiu o dever de gerir esta instituição.

Visitámos quase duas dezenas de famílias, mas também a Paróquia de Fafe, o Hospital, a Junta de Freguesia, os Bombeiros, o Rotary Club de Fafe, os lares de Arões, Cepães, Fornelos e Fafe.

Por todos fomos recebidos com alegria, muita consideração, amizade e carinho e por isso a todos deixamos aqui o nosso mais profundo reconhecimento e sincero agradecimento.

 

Em 31 de janeiro, na nossa sede, realizou-se o encerramento desta atividade. Na Sala de Troféus, cerca de uma centena de pessoas marcou presença para ouvir o Coral Santo Condestável a Cantar os Reis.

Depois, todos fomos agradavelmente surpreendidos pelos Nun’Alvaristas do Teatro Vitrine que se quiseram associar a esta festa com um belíssimo momento bem divertido e alegre. Estiveram excelentes e deram o bom exemplo da interação que deve existir entre os diferentes setores de atividade. Parabéns. Quando os associados se unem, o Grupo Nun’Álvares fica mais forte e conseguem-se momentos de extraordinário convívio.

Finalmente foi ainda possível receber o Grupo de Cavaquinhos dos Bombeiros Voluntários de Fafe que aqui quiseram trazer os seus Reis deste ano, retribuindo a visita que os Nun’Alvaristas lhes haviam efectuado.

No final foi momento de confraternização entre todos os presentes que no nosso Bar se divertiram e conviveram animadamente, saboreando as guloseimas que os coralistas generosamente prepararam e ofertaram.

CONCERTO 81º ANIVERSÁRIO

Na noite fria do dia 16 de novembro, um rasgo de enorme emoção invadiu o Teatro Cinema de Fafe.
O silêncio deu lugar à alegria da música, da dança, da cultura.
Miúdos e graúdos encheram a sala e brindaram à força e à alegria que persiste em ser Nun’Alvarista, comemorando os 81 Anos desta coletividade que não se cansa de trabalhar, com um enorme sentido de missão, força e coragem.
Foi convidado o Orfeão de Águeda, dirigido por Paulo Zé Neto, engrandecendo de uma forma brilhante o espetáculo.
A nossa Verónica Costa e Beatriz Freitas, no piano e trompete respetivamente, uma dupla fantástica que nos vai habituando ao rigor e à técnica.
A dança contemporânea encheu o palco de uma forma sublime, pela nossa Vera Pires, presenteando todo o público com a sua arte.
A noite ficou, ainda, marcada pela estreia da “Orquestra Orff do Grupo Nun’Álvares” dirigida pelos professores José Machado e João Rocha. Os primeiros passos estão a ser dados, e augura-se um futuro bem risonho para este projeto.
O Coral Santo Condestável dirigido pelo maestro Francisco Ribeiro, e acompanhado pela maestrina adjunta e pianista Verónica Costa, felicitaram o público com a qualidade que lhe é reconhecida.
Agradecemos a todos os que tornaram possível este espetáculo, pois com certeza ficará na memória como um dos momentos altos deste aniversário.

CORAL SANTO CONDESTÁVEL EM S.PEDRO DA COVA

A convite do Orfeão de S. Pedro da Cova, concelho de Gondomar, e para comemorar o seu 2º. aniversário, o Coral Santo Condestável participou, em 19 de outubro, no « II Encontro Ibérico de Orfeões de S. Pedro a Cova», realizado na cripta da Igreja Paroquial.
Para além dos grupos referidos, participaram ainda “Os Coralitos”, do Orfeão de S. Pedro da Cova, um pequeno coral de adolescentes daquela freguesia, e o Coral Polifónico URECA de Vigo (Espanha).
Foi um concerto que registou bastante assistência com uma boa participação do Coral Santo Condestável, sendo alvo de enormes aplausos e francos elogios.

CORAL SANTO CONDESTÁVEL CANTOU EM LISBOA

Em 12 de outubro, o Coral Santo Condestável deslocou-se a Lisboa para participar num concerto realizado na linda Basílica dos Mártires, em honra da Padroeira, Nossa Senhora dos Mártires. Refira-se que o Santo Condestável havia já atuado, há alguns anos, na Igreja de S. Paulo e na Igreja de Santo António, ambas em Lisboa.
No concerto, além do Santo Condestável participou o Coral do Carmo, de Beja, dirigido pelo Padre António Cartageno, um grande compositor de música sacra da diocese de Beja.
O Santo Condestável, dirigido pelo maestro Prof. Francisco Ribeiro e acompanhado a piano por Verónica Costa, apresentou um programa de índole religiosa, composto especialmente por números clássicos. Pelo que se sentiu, viu e ouviu, a atuação foi do inteiro agrado do público que encheu por completo aquela belíssima Basílica. Não restam dúvidas de que mais uma vez, Fafe e o Grupo Nun’Álvares foram bem prestigiados- De referir que várias pessoas, de alguma forma ligadas a famílias de Fafe, ali acorreram para ouvirem o Coral Santo Condestável.
Entre os números interpretados é de salientar “Sanctus”, de K, Jenkins, pela primeira vez apresentado pelo Santo Condestável.
Esta nova presença dos Nun’Alvaristas em Lisboa deveu-se ao empenho e amizade do senhor Aníbal de Sousa, um fafense radicado na capital. Para ele o nosso reconhecimento e agradecimento.

CORAL SANTO CONDESTÁVEL EM AVEIRO

Em 6 de julho, o Coral Santo Condestável participou, em Aveiro, no concerto comemorativo do 31º. aniversário do Coral Polifónico de Aveiro que se realizou no Auditório do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade daquela cidade.
Além do Coral Polifónico de Aveiro e do Coral Santo Condestável também marcou presença o Coro Feminino do Conservatório do Vale do Sousa
O concerto decorreu em bom nível, com uma atuação segura do Coral Santo Condestável.
No momento próprio o Coordenador do Coral recordou a figura de D. Domingos da Apresentação Fernandes, Pároco de Fafe e fundador do Grupo Nun’Álvares e, depois, Bispo de Aveiro.

XVI CONCERTO DE PRIMAVERA

O Coral Santo Condestável, do Grupo Nun’Álvares, realizou, em 1 de junho, no Teatro Cinema de Fafe, o XVI CONCERTO DE PRIMAVERA.
Abriu o concerto o Orfeão de São Pedro da Cova (Gondomar) fundado a 18 de Outubro de 2011 e dirigido pelo maestro Prof. Alberto Vieira.
Seguiu-se o Grupo Coral da Casa da Gaia, dirigido pelo maestro Sérgio Martins. Trata-se de um coral com larga experiência (fundado em 1971), bastante numeroso, com muita juventude e que apresentou um programa bastante do agrado do público mais jovem.
Encerrou o Coral Santo Condestável, dirigido pelo maestro Prof. Francisco Ribeiro e acompanhado a piano, em alguns números, por Verónica Costa. Apresentou em primeira audição “Oração a Santo António”, de Fernando Lopes Graça e “Canto de Paz”, com letra de Carlos Oliveira e música de Fernando Lopes Graça.
Foi mais um interessante concerto mas que, contrariando o habitual, registou menos assistência, provavelmente devido à tardia divulgação pública. Registe-se, com agrado, a presença do senhor Dr. José Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal, que mais uma vez nos distinguiu com sua honrosa presença.