“CANTAR DE REIS 2014” terminou em grande

É já tradição do Coral Santo Condestável e Setor Musical unirem-se para o Cantar de Reis ao longo do mês de janeiro.

Indiferentes ao vento, chuva ou frio das noites invernosas, fizeram-no com entusiamo porque este é o tempo de manter a tradição, levando a muitos lares e instituições e Fafe a mensagem de paz e alegria que o Natal nos traz. Para além disso, o momento é propício à divulgação do Grupo Nun’Álvares e suas atividades junto da população local e, porque não, à angariação de ofertas que ajudem a colmatar as inúmeras dificuldades sempre sentidas por quem assumiu o dever de gerir esta instituição.

Visitámos quase duas dezenas de famílias, mas também a Paróquia de Fafe, o Hospital, a Junta de Freguesia, os Bombeiros, o Rotary Club de Fafe, os lares de Arões, Cepães, Fornelos e Fafe.

Por todos fomos recebidos com alegria, muita consideração, amizade e carinho e por isso a todos deixamos aqui o nosso mais profundo reconhecimento e sincero agradecimento.

 

Em 31 de janeiro, na nossa sede, realizou-se o encerramento desta atividade. Na Sala de Troféus, cerca de uma centena de pessoas marcou presença para ouvir o Coral Santo Condestável a Cantar os Reis.

Depois, todos fomos agradavelmente surpreendidos pelos Nun’Alvaristas do Teatro Vitrine que se quiseram associar a esta festa com um belíssimo momento bem divertido e alegre. Estiveram excelentes e deram o bom exemplo da interação que deve existir entre os diferentes setores de atividade. Parabéns. Quando os associados se unem, o Grupo Nun’Álvares fica mais forte e conseguem-se momentos de extraordinário convívio.

Finalmente foi ainda possível receber o Grupo de Cavaquinhos dos Bombeiros Voluntários de Fafe que aqui quiseram trazer os seus Reis deste ano, retribuindo a visita que os Nun’Alvaristas lhes haviam efectuado.

No final foi momento de confraternização entre todos os presentes que no nosso Bar se divertiram e conviveram animadamente, saboreando as guloseimas que os coralistas generosamente prepararam e ofertaram.

Comments are closed.