Archives for 

Sector Musical

OBRIGADO CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE

Como é sabido, o Grupo Nun’Álvares tem vindo a crescer bastante em número de praticantes de atividades e consequentemente em número de associados.

No entanto, as condições das nossas instalações são praticamente as mesmas desde há 25 anos, com uns pequenos melhoramentos aqui e ali. Há algum tempo que criámos a consciência de que algumas obras estruturais deveriam ter solução e sempre nos debatemos por elas.

Em todos os Planos e Relatórios de Atividade desde 2012 que se faz alusão a esses “problemas”. Também nas palavras ditas em horas festivas, se fazia referência a essas situações.

Recorremos a dois excertos de alocuções feitas nas comemorações de dois aniversários:

No aniversário de 83 anos:

“Na vida de uma pessoa já é uma idade bonita que se respeita e faz respeitar quem a consegue. Mas 83 anos na vida de uma coletividade serão ainda mais de saudar e festejar, quando essa coletividade está em franco crescimento de atividades e a plenitude dos seus fins se demonstra em número crescente de associados, na diversidade de atividades e até em resultados demonstrados. Serão estes fatores que levam à satisfação de quem dirige, à alegria de quem pratica e ao contentamento de todos.

Para ocorrer o que atrás foi dito, é necessário ter aonde acontecer. Ter o local e os meios em boas condições aonde possamos desenvolver e satisfazer as nossas necessidades.

Estamos a falar da nossa sede. “

 

No aniversário de 85 anos:

“Falo do acabamento exterior das fachadas norte e nascente às quais já demos alguma cobertura, faltando a parte mais difícil mas que já tem algum encaminhamento para a sua resolução. Não sendo obra de fachada, no sentido de visibilidade, será uma obra a ser feita urgentemente pois não poderemos manter o interior se não dermos resistência ao exterior “

 

Também, sempre que era possível e permitido, fazíamos alusão a estas nossas preocupações, acrescentando a substituição do telhado do pavilhão, submetendo as nossas necessidades a concursos que infelizmente nunca tiveram êxito.

Até que, finalmente a sensibilidade que nós sentíamos por parte da Câmara Municipal  e do seu Presidente Dr. Raúl Cunha em ajudar-nos a resolver os problemas,  se transformou em realidade na reunião camarária de hoje, em que nos contemplou com um subsídio que permitirá colmatar uma das nossas principais necessidades.

Por isso o Grupo Nun’Álvares, agradece publicamente  ao executivo,  que tomou a decisão por unanimidade.

Com certeza que neste momento São Nuno de Santa Maria também agradece a V/ decisão.

O Grupo Nun’Álvares saberá agradecer com honestidade, trabalho e dignificação da nossa terra que é FAFE.

BALANÇO DO PROGRAMA COMEMORATIVO DE 84º. ANIVERSÁRIO DO GNA

collageO programa delineado para comemorar os 84 anos de vida do GNA foi integralmente realizado.

Não interferindo com as atividades normais e com os compromissos já celebrados, do programa destacamos o Concerto de Música Coral no Teatro Cinema de Fafe onde os “LAGÓIAS”  de Portalegre nos brindaram com música alentejana, a ADN  nos mimoseou com dois números excelentes de dança, sendo um deles superiormente  acompanhado ao piano por Verónica Costa e no saxofone por Liliana Freitas, ficando o fecho do espetáculo a cargo do nosso Coral. Poder-se-á dizer que foi um espetáculo de grande qualidade com bastante afluência de público.

A missa no dia 6 de novembro, em honra do nosso Patrono e pelos Associados falecidos é sempre um momento alto das comemorações.

Neste mesmo dia e por imposição estatutária, realizou-se uma Sessão Solene que serviu para galardoar os sócios de 50 e 25 anos de filiação ao grupo. A Direção, aproveitou para reconhecer o mérito de alguns Associados e atos de altruísmo para com a Coletividade.

O jantar de aniversário, decorreu com muita animação, alegria e boa disposição na Casa do Gandião e contou com a presença de 300 associados. De referir ainda que as sobremesas servidas neste jantar, foram confecionadas por associados (homens) que se dedicaram à arte pasteleira no dia anterior.

O “ Lugar do Outro” foi um trabalho apresentado pelo psicólogo Dr. Belarmino Dias e tratou as relações entre atletas, pais e dirigentes desportivos. Um tema que nesta altura tem bastante justificação no nosso Grupo, dada a grande atividade desportiva. Seguiu-se um resto de tarde de convívio e futebol entre pais de atletas.  Dando sentido ao tema tratado anteriormente, foram os filhos que arbitraram os jogos.

Também o teatro não faltou e apresentou em estreia a peça de teatro “ O Mais Longo Verão “, no Teatro Cinema de Fafe. Dado o interesse manifestado, esta apresentação foi repetida no dia seguinte.

Para terminar as comemorações, realizou-se o Festival de Patinagem Artística no Pavilhão Multiusos. Uma noite de juventude, alegria, arte, luz, cor e emoção num pavilhão a abarrotar de público.

A grande participação dos Associados em toda a programação, que atingiu grande nível, foi uma constante o que a Direção desde já agradece. Para este êxito muito contribuiu o apoio da CM da Fafe, da Junta de Freguesia de Fafe, da Paróquia de Fafe e dos Bombeiros Voluntários de Fafe. A todos o Grupo Nun’Álvares endereça sinceros agradecimentos.

A satisfação da Direção poderia ser ainda maior se a candidatura apresentada ao Concurso de Modernização de Infraestruturas Desportivas da Federação Portuguesa de Futebol  tivesse sido selecionada, o que consideraríamos uma excelente prenda.

REVIVER O PASSADO A CANTAR PORTUGAL

Há já muitos anos que o setor musical do Grupo Nun’Álvares tem recolhido e selecionado, tradições, músicas regionais e também ligeiras, dos anos 50, 60 e 70, que nos parecem do agrado de todos e ao mesmo tempo permitem reviver as tradições e épocas já passadas mas saudosas.

Assim fizemos ao longo destes anos vários espetáculos ” CANTAR PORTUGAL” e “REVIVER O PASSADO” em que tentámos reavivar a memória de quem nos vê e ouve.

O espetáculo ” REVIVER O PASSADO A CANTAR PORTUGAL”  é uma seleção das músicas que achamos mais significativas e do agrado do público.

Esperamos ter conseguido o nosso intento e que venham connosco ” REVIVER O PASSADO A CANTAR PORTUGAL”.